Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casepaga

casepaga

31.05.15

Dia do Pescador em Olhão C.M.OLhão, esquece-se mais uma vez de Homenagear os verdadeiros Herois do Mar!


antonio garrochinho

Dia do Pescador em Olhão C.M.OLhão, esquece-se mais uma vez de Homenagear os verdadeiros Herois do Mar!



Homenagem do Olhão Livre aos 3 pescadores desaparecidos  desde Dezembro de 2013
Começo por publicar o texto  de Nori André que em Dezembro de 2013 dizia o seguinte nas suas páginas do f.b.

"Há que manter a esperança!
Infelizmente, por vezes para se ganhar o dia, perde-se a vida! A inquietação e a tristeza ancoraram nos corações dos pescadores, deixando um mar de lágrimas e de angústia nos lares dos familiares, que anseiam pelo regresso a terra dos seus entes queridos! Infelizmente e até ao momento nenhuma brisa de vida soprou na tristeza dos aguardam em terra firme, mas até ao ultimo sopro há que manter a esperança!"


Excelente texto e foto  de Nori André , aquando o naufrágio dos  dois pescadores que desapareceram para não mais tornar a aparecer, e assim ficaram eternamente  esquecidos, por quase todo o mundo, nesse dia ainda havia esperança, mas não passou disso mesmo esperança... pois as buscas acabaram rapidamente, talvez porque  eram simples pescadores, que ficaram esquecidos mas que  ficaram a fazer falta aos seus familiares, e saudades as seus verdadeiros amigos.


 

Passados mais 5 meses outro pescador de Olhão, embarcado na embarcação de pesca Anadia,  cai à agua em plena faina de pesca ao polvo  e  continua desaparecido até aos dias de hoje. pode ler a noticia do Algarvepressnahora carregando aqui
Também aqui as buscas pouco duraram, pois mais uma vez foi um simples pescador filho de Olhão que desapareceu.
A esses três  pescadores desaparecidos nas aguas do mar a CMOlhão e toda a vereação,  no dia do pescador do ano passado não teve sequer uma palavra sobre o seu desaparecimento.. 
Triste sina é ser pescador em Olhão,quando nem uma palavra de conforto se tem no dia do Pescador para com as suas famílias ,que devido à falta do corpo, nem sequer podem fazer o período de luto.

Vem a CMOlhão este ano de 2015 mais uma vez festejar o Dia do Pescador.
Nós no Olhão Livre viemos deste modo avivar a memória, que  no dia 28 de Outubro de 2014 mais um naufrágio aconteceu em Olhão,  desta vez na Barra da Armona,  uma Barra assoreada , e sem condições, de segurança para os pescadores, essa Barra onde nem sequer há sinalização, deu origem à morte de um mestre de pesca de uma embarcação da pesca da Ganchorra sendo o corpo desse pescador resgatado das aguas do mar, pela tripulação do Bemvinda Maria, e  o outro pescador salvo por a tripulação da  embarcação Alamar, que estavam no local do naufrágio.
Mais uma vez a heróica e rápida acção dos pescadores dessas duas embarcações, salvaram um pescador em perigo e resgataram o corpo do infeliz pescador falecido.

Mais uma vez se celebra o Dia do Pescador em Olhão, festejos esses que tem  presença do secretário do Mar, Pinto de Abreu que devia ter vergonha de vir a Olhão sabendo que a Barra da Armona onde morreu um pescador devido ao assoreamento dessa Barra e passado 9 meses a Barra da Armona continua sem ser dragada, ou seja cada vez mais assoreada e cada vez mais perigosa para quem governa a vida no Mar ,ou seja o governo promete promete uma grande aposta no Mar,  mas quando toca a fazer obra para segurança dos pescadores nem uma palha mexe e a Barra  da Armona.continua um cemitério.O que os pescadores e as associações deviam neste dia do pescador era terem exigido Pinto de Abreu o rápido desassoreamento da Barra da Armona assim como dos canais de acesso à Barra.

Curioso muito curioso ou talvez não, é que mais uma vez ficaram esquecidos,  os gestos heróicos dos pescadores que arriscaram a vida no salvamento do  pescador salvo desse naufrágio da Barra da Armona feito pela tripulação,  da embarcação de pesca da Ganchorra  Alamar,e da tripulação do Bemvinda Maria que devido sua coragem resgataram o corpo do mestre da embarcação naufragada,que caso contrário corria o risco de também ele desaparecer para sempre nas aguas do mar.
Triste  governantes tem Olhão,  que tanto pregoam o mar, mas esquecem-se de fazer, neste Dia do Pescador, uma singela mas merecida homenagem aos verdadeiros Heróis do Mar,  que colocaram a sua própria vida em risco, para salvar o seus camaradas de uma morte certa nas ondas do Mar.
às famílias dos pescadores desaparecidos e falecido nesses acidentes do mar, o nosso sentido pesar.
Aos Heróis das embarcações Alamar e Bemvinda Maria o nosso reconhecimento e Homenagem  pela vossa abnegação e altruísmo em salvar e resgatar os corpos dos pescadores naufragados na Barra da Armona. 

Um Acto  dessa Nobreza   faz  a diferença, e destinge como já Platão distinguia assim os Homens do Mar ""Existem três tipos de homens: os vivos, os mortos e os que andam no mar."
Por esse motivo era obrigação da C.M.Olhão ,no Dia do Pescador,  Homenagear a família  desses Homens que no mar morreram,  e inteirar-se das sua situação económica, pois sabe-se que a lei  portuguesa, quando os corpos não aprecem as devidas compensações tardam e por vezes nem aparecem.

 Era também obrigação da CMOlhão,  medalhar com a medalha de Ouro da CMOLhão, quem arriscou a vida para salvar a do Próximo.
Triste sina é ser pescador em Olhão e em Portugal, quando a autarquia só se lembra do dia do Pescador para as festas do costume,e  nada faz para pressionar o governo central,  em desassorear as Barras da Armona e da Fuzeta de modo a criar condições de segurança aos pescadores que teimam em ser pescadores em Olhão.


olhaolivre.blogspot.pt

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.