Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casepaga

casepaga

31.05.16

PCP desenvolveu conjunto de ações políticas sobre Ria Formosa


antonio garrochinho






O Partido Comunista Português (PCP) desenvolveu, nos passados dias 27 e 28 de maio, um 
conjunto de encontros, reuniões e ações públicas, nos concelhos de Faro e Olhão, sobre a Ria Formosa. 

As organizações locais comunistas fizeram-se acompanhar por João Pimenta Lopes, deputado 
no Parlamento Europeu, e Paulo Sá, deputado na Assembleia da República eleito pelo 
Algarve, recolhendo novas informações sobre os problemas sentidos por quem vive e trabalha na 
Ria Formosa, que vão permitir “reforçar a intervenção institucional sobre assuntos que há muito o 
PCP vem trabalhando”. 

Segundo os comunistas, continuam a destacar-se as dificuldades sentidas por quem tem a sua 
atividade profissional relacionada com a pesca, o marisqueio ou a navegação. 

Na Fuseta, foi particularmente focado o assoreamento da barra, canais e porto que criam obstáculos 
à atividade de operadores marítimo-turísticos e da reparação naval nos estaleiros desta 
localidade, passando naturalmente pela atividade pesqueira que fica condicionada, pelas marés, a 
uma navegação segura. 

“As deficientes condições do porto da Fuseta nas amarrações, meios de descarga do pescado e até o 
próprio acesso às embarcações já provocaram acidentes e levaram diversos armadores a optar pela 
descarga noutros portos, o que condiciona o desenvolvimento desta lota que, apesar das 
dificuldades, tem vindo a afirmar-se”, assinala o PCP, em comunicado. 

No encontro com mariscadores e viveiristas em Olhão e ainda com Associação VIVMAR em 
Faro, foram reafirmados os problemas da elevada mortalidade de bivalves e dos regulares períodos 
de interdição por alegada presença de toxinas, sendo que a preocupação em torno do processo de 
leilões de viveiros foi dos que mais dúvidas despertou. 

No sábado, o dia começou no contacto comerciante e população nos mercados de Olhão, antes mesmo 
da deslocação para o núcleo do Farol, onde a Associação do Farol de Santa Maria acolheu o encontro 
com moradores das ilhas-barreira, que contou com a presença de mais de meia centena de moradores. 

Estas jornadas terminaram com a presença do deputado Paulo Sá na praia de Faro, tendo a delegação 
do PCP sido recebida por moradores e utentes do parque de campismo que a aguardavam junto à ponte. 

Para além de preocupações sobre o desenvolvimento das obras na estrada do acesso à praia e o 
processo de demolições de casas nesta zona, “ficou também notória a falta de garantias dos utentes 

do parque de campismo sobre a sua permanência neste espaço”, sustenta o PCP.

www.regiao-sul.pt

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.