Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casepaga

casepaga

30.06.17

QUANDO FOR GRANDE QUERO SER GENERAL


antonio garrochinho


A vídeo-vigilância não funciona nas forças armadas há 2 anos. Dois paióis militares foram assaltados em Tancos, onde há vigilância 24 sobre 24 horas. Parece ser, aliás, uma moda roubar material de guerra neste Burkina Faso… do norte de África.
Sai mais um inquérito para a mesa do canto. Demorado, inócuo, desculpabilizador, simplório e irresponsável. Os generais continuarão a engordar a pança da sua incompetência, os coronéis fecundarão os subordinados com protocolos a que ninguém liga, os majores e os capitães prosseguirão o seu aturado trabalho nos bares de oficiais.
Espero, sinceramente, que não deixem de castigar severamente o furriel-de-dia. Ah, e não permitam que o “Apache” (nome imaginário do cão do regimento) se mantenha em liberdade condicional. Acorrentem-no.
Guilherme Antunes
Foto de António Garrochinho.


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.