Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casepaga

casepaga

31.07.14

Reação "Isto é uma verdadeira canalhice", diz José Sócrates - O ex-primeiro-ministro José Sócrates falou esta noite no Telejornal da RTP para realçar a sua “estupefação” com as informações divulgadas pela revista Sábado, que dão conta d


antonio garrochinho


Reação "Isto é uma verdadeira canalhice", diz José Sócrates

O ex-primeiro-ministro José Sócrates falou esta noite no Telejornal da RTP para realçar a sua “estupefação” com as informações divulgadas pela revista Sábado, que dão conta de que Sócrates estaria a ser investigado há vários meses, no âmbito do caso Monte Branco.
PAÍS
Isto é uma verdadeira canalhice, diz José Sócrates
DR

O ex-primeiro-ministro  afirmou ainda 


que nunca teve contas no estrangeiro e 


que não tem capitais para movimentar, 


acrescentando: “só tenho uma conta 


bancária há mais de 25 anos”.


Para José Sócrates, esta informação 


vinda a público pela revista semanal é 


uma forma  de “meter um socialista 


qualquer” no caso Monte Branco, 


tratando-se de uma notícia 


“absolutamente absurda”.


O antigo líder socialista admitiu ainda 


vir a processar a revista Sábado. 

Monte Branco: sede da Rioforte em Lisboa alvo de buscasElementos do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) estão a realizar buscas na sede da Rioforte em Lisboa no âmbito do processo Monte Branco, avança a edição online do jornal I.

As buscas na holding não financeira do Grupo Espírito Santo (GES) sucedem às realizadas na semana passada ao novo escritório de Ricardo Salgado, no Hotel Palácio, no Estoril, a Amílcar Morais Pires, ex-chief financial officer do BES, e ao escritório da advogada Ana Bruno.
Na semana passada, Ricardo Salgado foi detido tendo sido libertado mediante pagamento de uma caução de três milhões de euros.
«Confirma-se a continuação de diligências no âmbito do processo Monte Branco», disse a PGR, escusando-se, para já, a adiantar mais pormenores, justificando que o inquérito está em segredo de justiça
Uma fonte ligada ao processo adiantou à agência Lusa que as buscas, pelas 17:45, ainda estavam a decorrer no sexto andar do número 61 da avenida Álvares Cabral, em Lisboa, onde se situada a sede da empresa Rioforte em Portugal.
Dinheiro Digital com Lusa